Arquivos do Blog

Camisa dos Hermanos

Com as cores do distintivo, azul e branco, foge dos padrões de camisas de times, há um “V” no peito em branco que vai se desfazendo e transitando para o azul dominante do restante da camisa. Detalhe que a Topper, empresa brasileira, que fornece o materal esportivo para o clube

Para finalizar minha participação nesse semestre no Esporte da Moda, trago mais uma belíssima camisa, desta vez, de um time argentino (como não poderia deixar de ter, uma vez que depois de ir lá assistir duas partidas do campeonato nacional, fiquei encantado pelo fanatismo e pelo futebol). O Vélez Sársfield é um dos clubes tradicionais e de uma das maiores torcidas do nosso país vizinho, já centenário, time de origem italiana, apesar do nome.

O clube tem uma Taça Intercontinental, uma Libertadores, ambas no mesmo ano, 1994. Esta última, em cima do meu São Paulo, no Morumbi. Além de oito campeonatos argentinos. Nesta edição da Taçã Libertadores, perdeu recentemente, nos pênaltis, para o Santos de Neymar, na fase de quartas-de-final. Ano passado chegou às semifinais, perdendo para o Peñarol, do Uruguai.

Como todo time argentino, joga com a empolgação da torcida para fazer pressão no adversário, de características bem técnicas, de bom toque de bola. Torço para o River Plate lá na Argentina, mas tenho que dar o braço a torcer, pela bela camisa.

Por Juvenal Dias

Il titolo va alla vecchia signora

Na foto, os uniformes que o time conhecido como Vecchia Signora usou nesta temporada. Particularmente o preto é o mais bonito, mas o de listras brancas e pretas é a referência na moda, é o mais tradicional

O título do Campeonato Italiano, conhecido como Calcio, foi decidido com uma rodada de antecedência, neste fim de semana, com o Milan, perdendo o clássico contra a Inter por 4 a 2 e a Juventus vencendo o Cagliari fora de casa por 2 a 0. Essa é a 28ª conquista do time de Turin.

Interessante saber que é o título da redenção, da volta por cima, do time que foi acusado de manipulação de resultados, que caiu para 3ª divisão nacional por conta disso e teve dois títulos tirados. Logicamente que teve que pagar por seu erros, mas voltou para se consolidar como maior campeã da história italiana.

Congratulazioni, Juve!

Por Juvenal Dias

Camisas principais

O Athletic de Bilbao empatou em 2 a 2 com o Shalke-04 (ALE), na última semana, em casa. Como havia ganho o primeiro jogo por 4 a 2, se classificou para as semifinais da UEFA Europa League. Enfrentará o Sporting de Portugal e se vencer tentará o título inédito contra outros dois espanhóis: Atlético de Madrid ou Valência.

Na última semana fiquei pensando sobre qual camisa de qual time estrangeiro eu poderia escrever, teria que ser uma diferente dos franceses e também dos ingleses. Mas tinha que ter uma boa razão, pensei no Barcelona e Milan, dois times pelos quais me simpatizo muito e muito decepcionado por não ter sido a final da Champions deste ano. Mas achei um tema meio batido e mais apropriado caso o Barça vença na final seu maior rival, o Real Madrid. Mas uma camisa de outro time espanhol me chamou atenção. Do Athletic Club de Bilbao. Não só pela beleza das listras vermelhas e brancas na vertical, como também pela sua história.

O time não permitia que atletas não-nascidos ou desenvolvidos no país Basco e região atuassem em sua equipe, trata-se não apenas do esporte, mas da questão política separatista que envolve toda Espanha. São de torcedores dos mais fanáticos, apelidados de Los Leones. Atualmente, o clube aceita estrangeiros sem raízes bascas, contanto que tenham sido educados na cultura basca. Nunca caiu para a segunda divisão nacional. Já venceu oito campeonatos espanhóis e 24 Copas del Rey, a última vez de cada em 1984, ano no qual também conquistou a Supercopa da Espanha.

Por Juvenal Dias

Segunda camisa

O Arsenal venceu no fim de semana o Aston Villa por 3 a 0. Os Gunners, como são conhecidos, estão em terceiro lugar na tabela, bem atrás dos líderes de Manchester, porém se encaminhando para disputar mais uma Champions League

Novamente venho trazer uma camisa de time do exterior de muito bom gosto. Trata-se da segunda camisa do Arsenal, da Inglaterra. Tradicionalmente as cores do time londrino são vermelha e branco, uniforme principal, e a terceira camisa é amarela. Entretanto se há uma que dá vontade de ter para aumentar a coleção no armário é esta ao lado.

Uma feliz combinação de dois tons de azul, que foge do clássico dividido ao meio, para dar mais movimento, vibração com a linha diagonal no meio e uma manga de cada cor. O símbolo é bordado totalmente em branco que contrasta bem e deixa ainda mais atraente.

Em geral, é difícil de encontrar essa camisa com exceção de lojas bem especializadas ou importando. Custa na média de R$180,00. Mas é uma para guardar com carinho.

Por Juvenal Dias

Camisas reservas

Esta semana o time francês esteve em evidência, por disputar uma vaga nas quartas-de-final contra a Internazionale e, mesmo perdendo o jogo da volta por 2 a 1, conseguiu se classificar. Agora enfrentará o Bayern de Munique.

Os times europeus, como alternativa para as camisas tradicionais, têm inovado nos seus uniformes secundários. Cores e combinações interessantes, fora dos padrões dos escudos, que remetem ou não a um passado glorioso da equipe. Essa semana Olympique de Marseille jogou fora de casa e exibiu uma dessas camisas. Na minha opinião é uma das mais bonitas dentre os principais times que disputam a UEFA Champions League. Uma predominância de laranja-avermelhado, com listras em tons de azul, porém não de mesma largura, o que fica bem chamativa, mas que não tira a beleza do design. O preço para ter esta terceira camisa do time francês: R$189,90. Não sei se vale a pena para quem não é um torcedor.

Por Juvenal Dias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.